#20: Homem vs. artista

capa-s01e20

Você também vai gostar de...

  • Miguel Nakajima Marques

    Sobre separação artista / obra:
    Existe também a discussão de quais tipos de pessoas vamos financiar com nosso dinheiro ou atenção.
    Para citar um caso da mídia Podcast: Um dos podcasts mais baixados do Brasil (aquele dos dois gordinhos da fraternidade trilambda) causou polêmica ao ter seus hosts acusados de conivência com o machismo radical por ex-funcionários.
    O que aconteceu: Alguns dos participantes do podcast deram declarações bastante machistas (exemplo: mulher com decote está com vontade de ser estuprada) que não foram cortadas da versão final do episódio. Ao receberem um enxurrada de reclamações e e-mails de pessoas condenando a atitude, os hosts explicitamente instruíram os funcionários responsáveis pela seleção de e-mails e moderação dos comentários e redes sociais a censurarem tais reclamações (o famoso “abafa”). Esses funcionários posteriormente foram ao Anticast expor o ocorrido. Isso gerou o episódio do Anticast “Machismo no mundo Nerd”.
    Eu decidi não financiar esse tipo de atitude do podcast machista, optando por não ouvir mais o podcast, já que o número de downloads é a principal forma de conseguir dinheiro através de patrocínio.

    Além disso, artistas(como o Kevin Spacey e diretores e produtores) e outras pessoas desse ambiente usam a própria fama (dada por nós ao comprarmos o ingresso do filme) para assediar e calar as vítimas de assédio.

    Podemos pensar também nas marcas de produtos que submetem seus funcionários à condições degradantes de trabalho. Eu não compro nada de marcas que estão na “lista suja” do trabalho escravo. Existem inclusive aplicativos que monitoram internacionalmente quais marcas comprovadamente submetem seus funcionários a tais condições.

    Não é só porque uma pessoa (artista ou não) ou marca faz algo de alta qualidade técnica, que devemos comprar e ignorar toda sujeira por trás.

  • Fabio Eugenio

    Faltou creditar a arte da capa

    • adrianosbr

      Al Hirschfeld, um clássico