#19: Neutralidade de rede

capa-s01e19

Você também vai gostar de...

  • Miguel Nakajima Marques

    Todo episódio, no começo do programa, no momento do “Mas antes…”, eu espero que vocês confundam os podcasts e falem brevemente sobre o problema seríssimo que aflige o mundo: a Super Gonorréia!

  • Miguel Nakajima Marques

    Uma observação anedótica interessante sobre a CNH substituindo o RG / CPF:
    Na zona do Mercosul os brasileiros podem entrar nos outros países usando o RG como documento (não precisa de passaporte).
    O problema é que no acordo firmado entre os países está escrito explicitamente que o documento brasileiro que é aceito pelos outros países é o RG, ou seja, a CNH não serve como identificação para entrar nesses países por questão da “letra da lei”.
    Isso causa bastante problema na fronteira pois muitos brasileiros não carregam mais o RG e ao chegarem na divisa são barrados pois não estão portando documento oficial de identificação aceito pelo outro país. A pessoa também pode ser presa se já estiver no país estrangeiro e for abordada por autoridades que pedirem identificação (nesse caso também só será aceito RG).

    • http://www.meucerebrodoi.org/ Paulo Torres

      Houve um caso emblemático com o então prefeito de Belo Horizonte, lá por 2006 ou 07, que ao desembarcar em Buenos Aires foi barrado pela imigração porque o documento que portava era a sua CARTEIRA DE PREFEITO.

  • http://www.meucerebrodoi.org/ Paulo Torres

    As distribuidoras de energia elétrica fazem sim cobranças diferenciadas conforme a hora do dia e a época do ano. São as chamadas tarifas horo-sazonais. Até agora, elas são aplicadas para os consumidores de maior porte, industriais e comerciais, mas estuda-se também implantar esse modelo aos consumidores residenciais (o que acho que não acontecerá, devido ao custo político disso).

    No “horário de ponta”, um período de 3 horas do dia de maior consumo, a energia consumida tem preço bem mais alto do que no horáro fora de ponta. Muitas indústrias e shopping centers usam geradores de energia para suprir o consumo energético nesse horário. E as tarifas também têm preços diferenciados nos períodos secos e úmidos do ano.

    Tem uma boa explicação resumida aqui: http://profcide.blogspot.com.br/2010/11/o-que-e-tarifa-de-energia-eletrica-horo.html, e mais explicadinho no Manual de Tarifação da ANEEL aqui: http://www.mme.gov.br/documents/10584/1985241/Manual%20de%20Tarif%20En%20El%20-%20Procel_EPP%20-%20Agosto-2011.pdf