#14: MBL

capa-s01e14

Você também vai gostar de...

  • Miguel Nakajima Marques

    O MBL me assusta com a quantidade de pautas retrógradas que eles conseguem acampar.
    Inegavelmente eles têm uma quantidade considerável de seguidores, e poderiam funcionar na eleição de 2018 como “puxadores de voto” para somar votos principalmente nas eleições proporcionais, onde as pautas podem ser muito mais superficiais e unidimensionais. Eles seriam algo como um “Tiririca formado por várias pessoas”. Se são eleitos deputados com pautas únicas (“o defensor dos policiais” ou “a defensora dos animais” ou ainda “o defensor dos escrivãos ruivos canhotos”) com certeza o MBL conseguirá emplacar algumas vagas na Câmara dos Deputados.

    • Lucas

      Uma presença retrograda ainda maior no legislativo é uma preocupação que tenho também. Especialmente porque os setores progressistas, ao invés de se atentarem a isso, continuam discutindo apenas o que fazer com a presidência em 2018.